Início

Audição

Interpretação

Timbre

Dinâmica

Altura

Ritmo

Forma

Contextos Musicais

Notações Musicais

Criação

Fruição – Contemplação  |   Interpretação – Reflexão | Experimentação – Criação

A elaboração desta proposta foi baseada no modelo C(L)A(S)P (Composition, Literature, Audition, Skills, Performance) proposto por Keith Swanwick, as antigas Metas de Aprendizagem e as orientações programáticas propostas por António Ângelo de Vasconcelos, numa perspetiva eclética dos modelos pedagógicos em Educação Musical. Teve em conta, ainda, que a abordagem a esta área artística pressupõe uma prática sistemática e contínua, com intencionalidades específicas direcionadas para um desenvolvimento progressivo de capacidades musicais dos alunos/crianças.

A sua conceção, pressupõe:

  A primazia de uma educação musical estudada a partir da própria música e não de elementos extramusicais;

  A audição, a interpretação e a criação musicais serem os domínios fundamentais das atividades de sala de aula;

  A contextualização das músicas e a notação afiguram-se como importantes, mas considera-se que não se podem sobrepor ao “ouvir” e ao “fazer” música;

  O respeito pelo desenvolvimento musical de cada criança;

  A compreensão musical como base do processo educativo em Música segundo Swanwick a “(…) interação entre a mente e a música é o centro do compromisso musical, logo, da educação musical”; outros pedagogos, em linha com Swanwick, como por exemplo Paynter, colocam a composição e a reflexão sobre o processo criativo no centro da educação musical; Gordon afirma que o objetivo principal da aprendizagem musical é o desenvolvimento da ‘audiação’ do indivíduo.

Dimensões

■  Audição

Perceção, compreensão e reflexão musical. Inclui também a chamada “audição interior”. Está presente quando ouvimos/pensamos, interpretamos (no ato de tocar um instrumento musical, de cantar ou movimentar) ou criamos (quando se compõe ou se improvisa) música. Também significa “(…) a escuta musical ativa e participante, sendo a compreensão estética uma parte integrante dessa experiência”. Envolve, ainda “(…) um significado extrínseco, que se relaciona com diferentes parâmetros do som, os elementos da música e a capacidade de os analisar, e um significado intrínseco, que apela para as respostas emotivas e estéticas”.

■  Interpretação

Execução de qualquer peça musical, utilizando a voz, os instrumentos musicais ou o movimento corporal. Neste conceito inclui-se a interpretação de obras musicais escritas, aprendidas de “ouvidas” ou improvisadas/compostas no momento. A interpretação de uma peça musical pressupõe um “(…) processo [interativo], em que a escuta de si e do outro é um elemento fundamental”.

■  Criação

Experimentar, improvisar ou compor música. “[T]oda a forma de invenção musical, incluindo a improvisação, como uma maneira de compor não ligada à escrita”, pois “[o] que está em causa é a construção da obra musical através de processos de relação e [seleção] de sons os quais envolvem intencionalidade”. É de referir que “[o] seu valor educativo encontra-se muito mais no tipo de relação que o aluno assim estabelece com a música, do que a suposta formação de compositores, com a carga geralmente atribuída a este termo”.

■  Contextos Musicais

Relação entre a Música e a sociedade, a cultura, a história. Pretende desenvolver-se “o conhecimento e a compreensão da música como construção social e como cultura”. Neste âmbito, a criança “[p]artilha as músicas do seu quotidiano e da sua comunidade, investigando as obras musicais como expressões da identidade individual e [coletiva]”. Este domínio é transversal aos anteriores, visto poder ser abordado em propostas de audição, interpretação e criação.

■  Notações Musicais

Todas as formas de simbolização/representação musical, nomeadamente a leitura/escrita de notação dita “não convencional” e a leitura/escrita de notação musical dita “convencional”. Sobre esta designação são incluídas, também, a invenção de gestos ou outros recursos que permitam o registo e interpretação/criação de peças musicais. Domínio transversal, visto poder ser abordado em propostas de qualquer outro domínio.

Este site foi otimizado para os seguintes browsers e versões superiores: Firefox 11 para Mac OS e Windows | Internet Explorer 10 para Windows | Apple Safari 5 para Mac OS | Chrome para Mac OS e Windows