M

úsica em Meio Escolar

A apresentação pública do MME teve lugar no dia 17 de abril de 2017, nas instalações do Instituto Piaget, em Almada.

A sessão incluiu um concerto, com a apresentação dos coros dos Agrupamentos de Escolas da Caparica e Elias Garcia, sob direção dos professores António Rocha, Georgea Silva, Isabel Neves e acompanhamento ao piano dos professores Jael Martins e Rodrigo Gomes, e do Coro Infantil e Juvenil do Musicentro Salesianos de Lisboa, sob a direção do maestro Victor Gaspar e acompanhamento ao piano da professora Jael Martins.

No final, os três coros juntaram-se para interpretarem em conjunto algumas peças corais, com direção do maestro Victor Gaspar, e acompanhamento ao piano pelos professores Jael Martins e Rodrigo Gomes.

O projeto CantAr-te

Este projeto, iniciado no ano letivo 2016/2017 e coordenado pelo maestro Victor Gaspar, nasceu da necessidade de promover a Música e o Canto Coral em contexto escolar. Tem como finalidade a criação de redes de grupos corais escolares, incentivando a aprendizagem musical através de uma vivência fundada num pensamento musical crítico e criativo.

Em paralelo, estão a ser desenvolvidas oficinas de formação nas áreas do Canto/Direção Coral, destinada a docentes de Música/Educação Musical, da Educação Pré-Escolar até ao Ensino Secundário. A implementação do projeto passa também pela promoção de encontros musicais orientados por diretores corais/especialistas em voz e de encontros corais orientados pelos docentes de Música/Educação Musical de cada escola envolvida no projeto.

Objetivos:

  Alargar o repertório de peças musicais interpretadas em contexto educativo pelos alunos;

  Alterar o paradigma estático e passivo do canto coral, para outro dinâmico e criativo;

  Divulgar a música coral composta para crianças por compositores portugueses;

  Desenvolver a voz como "instrumento musical" (pelas crianças e pelos adultos);

  Desenvolver o sentido crítico baseado na criação de opiniões informadas;

  Promover atitudes de tolerância e de respeito pela diferença (étnica, religiosa, género, etc.);

CantAr-te em Abril

No dia 25 de abril de 2017, no âmbito as comemorações oficiais do 43º aniversário da Revolução dos Cravos, o CantAr-te esteve na residência oficial do Primeiro Ministro, no palacete de S. Bento.

Um coro composto por 107 crianças dos Agrupamentos de Escolas (AE) Elias Garcia, Caparica e Anselmo de Andrade, acompanhadas ao piano por António Neves da Silva e dirigidas por Victor Gaspar, Isabel Neves e Georgea Silva, cantaram peças populares portuguesas e de autores nacionais, nomeadamente Margarida Fonseca Santos, Carlos Maria Trindade e Pedro Ayres Magalhães, e, em especial, José Afonso, numa homenagem ao homem, professor, compositor e poeta, figura ímpar da cultura portuguesa e símbolo da revolução de abril.

Podemos afirmar que, para estes alunos, esta experiência foi única: Cantarem em grupo, com colegas de outras escolas e para um público tão especial! Recolhemos alguns dos seus testemunhos e não tivemos a menor dúvida que foi um dia emocionante e que dificilmente o haverão de esquecer, apesar de nos dizerem que “(…) estavam nervosos… estava tanta gente! Mas quando começámos passou* (….)”.

Manifestaram a alegria e gosto de terem aprendido “(…) canções que não conhecíamos, por exemplo, Grândola Vila Morena* (…)”, que, apesar de alguns já a terem ouvido “(…) não se imaginavam a cantá-la para tanta gente* (…)”.

Já um pouco refeitos da enorme responsabilidade que assumiram, e impacientes pelo desejo de irem colher um cravo de uma “plantação” que estava junto à escultura de Vhils, alusiva à revolução de 25 de Abril, ainda tiveram tempo para nos dizer que foi bom aprender “as canções e a história do Zeca Afonso…” e que a Grândola Vila Morena “Foi a canção que mais gostámos de cantar* (…)”. Afinal, a chave de entrada para estarmos todos AQUI.

*Alunos dos AE Elias Garcia, Caparica e Anselmo de Andrade, do concelho de Almada.

 

O CantAr-te envolve, nesta fase: no concelho de Almada, os AE da Caparica, Elias Garcia e Anselmo de Andrade, num universo de aproximadamente 940 alunos e 8 docentes do 1.º Ciclo do Ensino Básico, ao cuidado das professoras Isabel Neves, Georgea Silva e do professor António Rocha; no concelho de Bragança, o AE Abade de Baçal, num universo de 250 alunos e 4 docentes de música; no concelho de Vila Franca de Xira, nos AE Pedro Jacques de Magalhães, Reynaldo dos Santos, Alhandra, Sobralinho e São João dos Montes e Alves Redol, num universo de aproximadamente 1500 alunos e 4 docentes de música, ao cuidado do professor Luís Raimundo. Em simultâneo, estão a ser desenvolvidas ações de formação para professores de Educação Musical nas escolas que pretendam aderir. Até ao momento, participaram na formação CantAr-te um total de 54 docentes.

Este site foi otimizado para os seguintes browsers e versões superiores: Firefox 11 para Mac OS e Windows | Internet Explorer 10 para Windows | Apple Safari 5 para Mac OS | Chrome para Mac OS e Windows