Início

E

nquadramento

A formação, na área da Expressão Dramática / Teatro, do Programa de Educação Estética e Artística, em contexto de trabalho, visa, fundamentalmente, permitir aos educadores de infância e professores do 1º Ciclo do Ensino Básico, desenvolverem atividades estruturadas e sistemáticas nesta área.

De acordo com esta finalidade, pretende-se trabalhar os seguintes objetivos gerais:

  Valorizar o Teatro como forma de arte;

  Promover a autonomia nesta área disciplinar em termos de escolha de estratégias, atividades e recursos adequadas à idade e ao desenvolvimento dos alunos;

  Promover o contacto direto com um conjunto de práticas teatrais;

  Fomentar o conhecimento de diferentes correntes dramatúrgicas portuguesas, clássicas e contemporâneas;

  Aproximar os docentes de espetáculos teatrais, ampliando a sua cultura dramática − não se pretende postular um gosto, mas antes fomentar a crítica para uma livre escolha.

No quadro 1, são apresentados os objetivos de aprendizagem e os conteúdos propostos para formação na área de Teatro:

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM CONTEÚDOS
• Trabalhar a linguagem do corpo: a abordagem à disponibilidade corporal; a tomada de consciência do corpo e do gesto/movimento; o relacionamento com os outros; o jogo dramático; o real e o ficcional.
• Conhecimento do Eu e relacionamento com os outros e o espaço: agir, estar, ver e ser visto, mexer-se, tocar, transformar-se, criar espaços, interpretar e representar.
• Desenvolver as capacidades expressivas, gestuais, corporais e vocais dentro das componentes espaço-tempo.
• Simbologia de objetos e ambiências;
• Jogos dramáticos: a exploração da sensibilidade/imaginação.
• Potenciar a exploração dos sentidos (visão, audição...): o seu apuramento e particularização.
• Analogia – Sinais (Signo): improvisações livres e improvisações intencionais e estruturadas.
• Integrar a palavra/sentido do texto no jogo corporal de movimento/relacionamento. • Criação de personagens/tipos, utilizando diferentes intenções;
• Jogos de improviso dramático (espontâneo ou orientado) enfatizando contrastes e intenções opostas.
• Articular as relações entre o corpo e o espaço cénico. • Jogos de movimento: a relação corpo/espaço;
• Relação do corpo no espaço de representação: consigo e com os outros elementos - “atores”, objetos e audiência;
• Diferentes espaços cénicos: convencionais e não convencionais.
• Experimentar leituras encenadas enquanto processos “parateatrais” que podem partir de um texto narrativo, dramático ou mesmo lírico. • Leitura de textos dramáticos e a sua análise: códigos da linguagem dramática – noção e prática da situação cénica, personagem e contexto teórico.
• Sensibilizar para o prazer da leitura e apropriação dos sons e dos sentidos das palavras, partindo da sua "fisicalidade" e da “corporização” das imagens. • Apreensão físico-afetiva dos textos.
• Adquirir consciência da voz/expressão oral.
• Técnicas de leitura em voz alta: exercícios de ritmos, dicção, respiração, colocação de voz, articulação, volume.
• Analisar os diferentes aspetos da utilização da palavra (a dicção, a respiração, a colocação da voz, a articulação).
• Experimentação prática a partir de textos diversos.
• Demonstrar a necessidade do uso intencional de ações e palavras. • Interpretação/representação.
• Desenvolver as capacidades de observação, análise, síntese, memorização, perceção visual e concentração.
• Capacidade de escuta e de resposta.

 

Este site foi otimizado para os seguintes browsers e versões superiores: Firefox 11 para Mac OS e Windows | Internet Explorer 10 para Windows | Apple Safari 5 para Mac OS | Chrome para Mac OS e Windows